A União Europeia: O Processo de Integracão e a Cidadania Europeia 

O processo de integração europeia

 

Na mitologia grega a Europa é uma princesa, filha de um rei fenício. Um dia, enquanto ela e as suas amigas brincavam na praia, Zeus, o pai dos deuses para os antigos gregos, viu-a e enamorou-se de imediato. Para a seduzir Zeus transformou-se num touro gentil e manso. A Europa, confiada, começou a acariciar o touro e sentou-se no seu dorso. Era disso que Zeus estava à espera. De repente, levantou-se e galopou até ao mar, levando consigo a Europa. O touro Zeus nadou sempre até Creta. Quando chegou à ilha mediterrânica, reassumiu a forma humana e teve três filhos da Europa, um deles foi Minos, rei de Creta e "dux Europaeus".

Existe o perigo de ver o processo de integração europeia como um processo isolado, exclusivamente centrado no período posterior à Segunda Guerra Mundial. Esta visão comete uma grande injustiça porque não tem em conta as grandes transformações que formaram o que actualmente se designa por Europa.

O Império Romano constitui o primeiro grande esforço para integrar uma parte importante do nosso continente e o conjunto de terras banhadas pelo Mediterrâneo. A Idade Média traz a ideia de unificação sob o denominador comum do Cristianismo e daí surgiram as ideias de "eurocentrismo" e da superioridade da Europa e da civilização europeia. É evidente que sem o Renascimento e o Iluminismo não podemos compreender as ideias de tolerância, liberdade, respeito pelos direitos do homem e democracia, valores em que se baseia a cultura europeia. Há uma realidade evidente que devemos assinalar: só podemos compreender plenamente a ideia de Europa se levarmos em conta a evolução histórica sofrida pelo nosso continente antes da Segunda Guerra Mundial e o recente processo de integração que culminou na União Europeia.

A lista de importantes e, às vezes, tristemente célebres, figuras históricas que, de uma forma ou de outra, sonharam com a ideia da Europa é também grande: Carlos Magno, Carlos V, Napoleão, Metternich, Hitler...

O mesmo poderíamos dizer de intelectuais e filósofos. De Rousseau a Marx, de Kant a Leibniz, são vários os pensadores que propuseram a ideia de uma Comunidade europeia como um objectivo político desejável a longo prazo.

 

Introdução | Processo de Integração | Antecedentes:1918-39 | Antecedentes:1945-57 | Tratados de Roma | Acto Único Europeu | Tratado da Maastricht | Tratado de Amsterdão | Desafios do futuro| Cidadania Europeia | Cidadania da União | Cidadania e Identidade | Glossário A-E | Glossário F-Z | Cronologia | Biografías | Ligações | Textos| Versão en Inglês | Versão en Espanhol|Home|

Copyright © 2003 Juan Carlos Ocaña

Tradução:
 
Ana Lucas, Manuela Lamy e Joaquim Raminhos